Velha, quem, eu?

É, pode até ser que a idade tenha chegado, mas eu vejo uma grande diferença entre ser velha e ter idade avançada. No caso eu me considero “uma senhora de idade avançada”, claro. E pode crer que há muita gente aí de 18 anos que já é velha e tem os achaques de todo velho: reclama de tudo, nunca tem vontade de fazer nada, quer tudo do jeito que sempre foi, odeia novidade, acha tudo um saco.

Pois eu acho um saco ficar tentando convencer gente que tem pelo menos 30 anos a menos que eu que o novo pode dar trabalho, mas abre um leque de possibilidades. Estou cheia de ficar dizendo a pessoas que se dizem “jovens, modernas” e sei lá mais o que, que se a gente não toma o bonde ele vai e a gente fica. Quer dizer, o bonde não, que isso é coisa de gente velha: a gente tem que tomar o trem bala.

Então imaginem agora, que quando se dizia que se não tomar o bonde fica pra trás já ficava, se ficar de fora do trem bala vai ficar muito mais pra trás ainda. E depois que a gente ficou pra trás só fazendo aquilo que eu nunca entendi: correr atrás do prejuízo.

Ah, se prejuízo fosse coisa boa eu até corria atrás, mas pra isso eu já estou velha…

Zailda Coirano

Nesse artigo você aprendeu a diferença entre ser velho e ter idade avançada.

Website   Loja Virtual   Web Rádio   Facebook   Twitter

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: